Enquete
Qual estação do ano você escolhe para seu casamento?
 
Dicas para lidar com Bebês e Pequeninos

O que faço para ensinar meu filho de oito meses a não bater, nem morder as pessoas?

R: O aprendizado começa desde quando a criança é estimulada ou impedida a fazer algo ou repetir um gesto. No entanto, até o primeiro ano, elas ainda não compreendem as necessidades e sentimentos dos outros. Somente após esta idade é que começam a entender melhor as palavras e o que se encontra ao seu redor. Sempre que o bebê apresentar o comportamento de bater ou morder, os adultos devem impedi-lo, demonstrando que isso não pode ser feito. E é preciso fazer isso, claro, com muita paciência.

- Tenho uma filha de 3 meses e um filho de 14 anos que tem ciúmes dela. Desde que a caçula nasceu, ele vive de mau humor, não ajuda nas tarefas de casa e vive na rua. Tento fazê-lo participar do dia-a-dia, mas está cada vez pior. O que faço para mudar isto?

R: Os irmãos mais velhos costumam ter ciúmes dos mais novos. Afinal, eles foram filhos únicos, fontes de atenção e apego dos pais. Deixar de ser exclusivo não é algo agradável e algumas demonstrações de insatisfação podem ser presenciadas. Portanto, espera-se que seu filho tenha um comportamento de ciúmes e mau humor em relação à irmã mais nova, mas, se isso persistir, procure ajuda profissional. Antes, porém, converse com seu filho e pergunte se ele está diposto a freqüentar uma terapia. Mesmo que ele não queira, leve-o para conversar com um psicólogo.  

- Meu menino de um ano e 6 meses sempre foi muito tranqüilo,mas, ultimamente, fica nervoso com facilidade. Quando contrariado, tenta me morder, me bater e ainda faz birra. Ele freqüenta a escolinha desde os 5 meses, é esperto, falante e tem muito carinho e atenção em casa. Por que ele age assim? Como tirar esta mania?

R: Nesta idade seu filho começa a compreender mais palavras e instruções, porém, apresenta dificuldade em segui-las, fazendo com que os pais tenham de repetir várias vezes as mesmas coisas. Quando contrariado pode apresentar comportamento de birra e irritação. É a hora que se deve ter mais paciência. Algumas atitudes que podem facilitar a vida dos pais são: dar atenção ao filho quando ele faz algo que você gosta, elogiá-lo, estabelecer regras consistentes e adicionar coisas que possam criar o interesse e a distração da criança em seu ambiente.

- Meu nenê de 6 meses fica com a avô paterna durante todo o dia enquanto eu trabalho.Mas, sempre que posso, fico com meu filho e brinco com ele.Moro em cima da casa dela e sempre estamos juntas, inclusive para sair.Quando ele me vê, sorri e graceja para mim. A minha preocupação é se ele me reconhece como mãe, já que na maior parte do tempo está com a avó.

R: Sabemos que, por diversas circunstâncias, o trabalho nos toma muito tempo e nos obriga a ficar longe do convívio daqueles que amamos. Porém, não deveríamos medir somente a quantidade de tempo que passamos com nossos filhos, mas a qualidade, o carinho e o amor que temos por eles. Se a sua relação com seu filho é tão amorosa, não se preocupe. Continue brincando, sorrindo e conversando com ele. Mesmo pequeno, ele sabe que você é a mãe.

- Minha filha de um ano e quatro meses dorme na cama junto comigo e meu marido desde os nove meses. É uma situação gostosa, mas a nossa privacidade está muito comprometida. Não sei como fazer pra colocá-la para dormir no quarto dela sem traumatizá-la.

R: Muitas vezes, o medo de que algo aconteça durante a noite com a criança (febre, cólica, medo da escuridão ou pesadelos) faz os pais permitirem que seus filhos durmam na mesma cama. No início é prazeroso pelo contato e aconchego, mas depois a intimidade do casal fica comprometida. Fazer sua filha adormecer no próprio quarto não será fácil. Porém colocá-la cama dela, contar uma história e fazê-la adormecer lá pode vai nessa mudança. Se, quando crescer, ela correr para sua cama, com carinho, leve-a de volta e tente fazê-la adormecer novamente. Assim, ela começar a sentir segura e saberá que seus pais estão no quarto ao lado para ajudá-la sempre que for necessário.

- Tenho uma filha de um ano e onze meses que chupa o dedo. Existe alguma maneira eficaz para impedi-la de fazer isso?

R: Muitos bebês desenvolvem esse hábito ainda dentro da barriga. Por isso é tão difícil acabar com ele. Explique para sua filha que, se ela continuar fazendo isso, irá engolir as sujeiras e seus dentinhos irão entortar. A força exercida pelo ato de sugar o dedo provoca deformidade na arcada superior e empurra os dentes para frente e para cima. Daí surge o que se chama de mordida aberta que contribui para um mau posicionamento da língua, problemas na fala e dificuldades para engolir.

 

 

Matéria publicada pelo C&Cia, para melhorar seu namoro, noivado, casamento, casamentos e ajudar as noivas e casais.



          

 Festas em Buffet Infantil
 Buffet Infantil
 Festas de Aniversário
 Festas de Aniversário
 Agressão nas escolas – o Bullying

                      Publicidade
Advertisement

Advertisement

Advertisement

Advertisement

               Guia de serviços
Anuncie no C&Cia

Anuncie no C&Cia

Calígrafos e Convites

Lista de Presentes

Anuncie no C&Cia

Anuncie no C&Cia