Enquete
Qual estação do ano você escolhe para seu casamento?
 
Ser Pai atual

O pai tradicional tem em relação ao nascimento dos filhos, três funções: fecundação do óvulo, esperar ansiosamente no corredor da maternidade enquanto acontece o parto e sustentar as necessidades materiais
da família.
 
Está muito desatualizado o "pai", que sai para trabalhar todas as manhãs, normalmente almoça fora e retorna só a noite, exausto, querendo "os chinelos" e o jantar...

Felizmente,  a omissão não está presente em todos os pais atualmente.

Hoje já é possível contar com pais que não perseguem o velho tipo machista e curtem os filhos desde a gestação, participam de curso para casais grávidos, atualizam–se através de revistas e de livros especializados e buscam sites que falam sobre bebês.

Quando o recém nascido passa a fazer parte da família sentem prazer em poder ajudar a trocar, embalar carinhosamente, fascinar-se ao acompanhar seu desenvolvimento e dispõe-se a cuidar dele enquanto suas mulheres ganham um pouco de privacidade, para o descanso e silêncio merecido.
 
Notamos ainda alguns pequenos resquícios de resistência neles, pelo fato de hoje a mulher ter as mesmas condições de trabalho e social que o homem e ainda ter a capacidade própria de fêmea: a gestação.

O homem que é atual improvisa, enquanto a mulher tem seu instinto maternal.

Sem os devidos ensinamentos do como fazer, ou seja, as ações necessárias com o recém nascido: como agir diante de um bebê, como segurar, como dar a mamadeira, como fazer arrotar, saber como e de que lado deitar.

Ele aprende na prática, com improvisação e se descobre como um pai ótimo maravilhosamente.

Maior é a liberdade social e cultural de improvisar o papel do pai, é quando todos os preconceitos desaparecem de sua consciência.

O homem deve e poderá ficar mais próximo da criança e estabelecer uma relação mais direta e imediata, tendo acesso ao filho desde o nascimento.

Pode pegar, trocar, passar pomada no bumbum, limpar o curativo do umbigo, dar banho, vestir, acalentar, acarinhar, deitar, levar e entregar para a mulher amamentar, enfim participar de todas as tarefas.

Quando a criança cresce o pai pode preparar e deve dar: a mamadeira, o mingau,  a sopinha de legumes e o suco de laranja.

Mais gratificante ainda quando quiser arrastar pelo chão e engatinhar com ele, ensinar as primeiras palavras, cantar junto, ajudar nos primeiros passos, brincar com seus brinquedos e contar histórias para ele dormir.

Ser um pai atual e moderno é tornar-se um pai diferente, é acrescentar novos detalhes e aprendizados ao dia-a-dia com seus filhos, não ter medo e nem receio da aproximação quando acontecer uma emoção, ensinar aos filhos o que é ser um pai (ou mãe) com um abraço caloroso, ser generoso, ser autêntico nas decisões e principalmente ser feliz diante deles.

 

Artigo de Alma Casanova , colaboradora do C&Cia.
 


          

 Casa Arrumada
 Padronização de Certidões no Brasil
 Poesias para as Mães
 Saber Viver
 Poesia do Dia das Mães

                      Publicidade
Advertisement

Advertisement

Advertisement

Advertisement

               Guia de serviços
Anuncie no C&Cia

Lista de Presentes

Anuncie no C&Cia


Anuncie no C&Cia

Calígrafos e Convites

Anuncie no C&Cia