Enquete
Qual estação do ano você escolhe para seu casamento?
 
Mulher x Cigarro

O melhor mesmo é acabar com esse vício.

 

São feitas mundialmente inúmeras campanhas alertando para os malefícios, causados pelo uso do cigarro. Mesmo assim há quem discorde e não desiste da prazerosa tragadinha. Será que esse prazer vale à pena???
.
Atualmente, após a descoberta das mais de 4 mil substâncias nocivas à saúde presentes no cigarro, um grande número de campanhas condenando o fumo são lançadas no mundo todo e, ainda assim, o Instituto Nacional do Câncer (INCA) do Ministério da Saúde afirma que, anualmente, o número de jovens que aderem ao hábito de fumar tem aumentado consideravelmente. Pior é saber que todas estas campanhas alertam para os males que o vício traz.

Dos males que o vício pode causar, destacam-se:

• Hipertensão;
• Úlcera no aparelho digestivo;
• Impotência sexual;
• Doenças respiratórias (DPOC);
• Diminuição da resistência física e do fôlego.



Atenção deve ser redobrada às mulheres que:


Fazem uso de  anticoncepcionais ou tratamentos de reposição hormonal com medicamentos que contém estrogênio também corre mais riscos de sofrer problemas cardiovasculares. Segundo o INCA, essas mulheres têm dez vezes mais chances de ter um infarto do miocárdio, embolia pulmonar, tromboflebite (inflamação de veia superficial causada, geralmente, por um coágulo) e derrame cerebral.

Isso acontece porque a pílula promove uma constrição nos vasos sangüíneos, diminuindo a capacidade do fluxo sangüíneo. "Assim como o cigarro, o estrogênio aumenta a coagulação do sangue, aumentando consideravelmente o surgimento de trombose e levando a infartos, AVCs e outros problemas cardiovasculares".

 

Atenção triplicada às gestantes:

  

As gestantes também devem abandonar o vício para garantir a saúde dos bebês. Fumar durante a gravidez pode provocar:

• Aborto;
• Má formação fetal;
• Parto prematuro;
• Bebês de baixo peso;
• Dificuldades de amamentação;
• Problemas com a cicatrização.

Se a mulher pára de fumar durante a gravidez, tem bons motivos para continuar sem o vício. "Após o parto, a mulher passa pelo que chamamos de período puerpério, onde o risco de tromboses também é muito alto. Além disso, para não prejudicar o bebê, ela não deve fumar durante todo o período de amamentação".

A fertilidade das fumantes também fica comprometida e a menopausa pode chegar até cinco anos mais cedo que o normal. O climatério, ou seja, os sintomas da menostasia, também são mais severos nas mulheres que fumam.


MH colaboradora C&Cia



          

 Spa Day da Noiva
 Cuidados com o Corpo da Noiva
 Maquiagem para Noiva Ruiva
 Maquiagem para Noiva Loira
 Maquiagem para Noiva Morena

                      Publicidade
Advertisement

Advertisement

Advertisement

Advertisement

               Guia de serviços
Anuncie no C&Cia

Anuncie no C&Cia

Calígrafos e Convites

Anuncie no C&Cia


Anuncie no C&Cia

Lista de Presentes